Uber é proibido, será que isso é bom ou ruim?

uber germany injunction 720x482 Uber é proibido, será que isso é bom ou ruim?
Uber proibido

A justiça de São Paulo proibiu a utilização do aplicativo UBER através de uma liminar solicitada pelo sindicato dos taxistas. Segundo a liminar, o Uber “promove a prestação de serviço privativo de profissional taxista, sem que os veículos respectivos estejam autorizados a atuar, não seguindo as normas de identificação e vistoria”.

Olhando superficialmente pode aparecer que a justiça está agindo em prol do trabalhador, mas na verdade ele não tá nem ai pra isso. A grande verdade é que mais uma vez nosso engessado, ultrapassado, arcaico e incompetente Estado se depara com uma inovação que não sabe lidar, e por isso age da maneira mais simples, proíbe!

A grande realidade é que se analisarmos friamente podemos ver que o Uber não é nenhuma ameaça aos taxistas:

  1. Uber é mais caro;
  2. O maior problema dos taxitas em São Paulo é o transito, sem ele, ganhariam muito mais;
  3. Quem vende serviço no Uber não possui as mesmas vantagens dos taxistas, como andar em faixas exclusivas de ônibus.
  4. Taxistas não sofrem restrições por conta do rodízio de carros no centro expandido da capital;
  5. O tempo de espera por um carro através do Uber é maior.

Entre um milhão de pontos que poderíamos ficar discutindo aqui, mas enfim, o fato é um só: O Estado está agindo com o único e exclusivo interesse em tributos, não estão preocupados de fato com os taxistas!

OK, mas e para os consumidores?

O Estado está jogando contra, está proibindo a livre escolha, a livre concorrência, está atrapalhando a obrigatória melhora dos serviços dos taxistas, que fazem um trabalho capenga, que criam taxas abusivas quando você vai de uma cidade até outra, que impõem taxas para “volta” quando você quer ir para um determinado bairro periférico, etc.

O Estado não se reocupa em respeitar as escolhas das pessoas, ele simplesmente gosta de impor o melhor modelo para ele tributar!

Comentários

  1. Sem analisar com profundidade, considerando que não é mais barato do que os táxis, não tem porque proibir. Inclusive os taxistas têm desconto considerável na compra de veículo e os motoristas da Uber parecem desembolsar bem mais para operar. Por outro lado, tem muitos taxistas oportunistas por aí (não são todos) cobrando valores absurdos sempre que podem.
    Tal medida pode até beneficiar os taxistas, mas para os usuários não é boa pois lhes é tirada a liberdade de escolha.

    1. Também acreditamos que a decisão deve ser do consumidor e não do Estado. A melhor maneira que os taxistas tem para combater o Uber, é oferecendo melhoria continua no serviço!