Dilma mente?

dilma mente trem bala 1024x658 Dilma mente?

Título apelativo? Bom, muitos vão ler e pensar dessa maneira, mas fique atento, existe uma interrogação, afinal, é uma pergunta feita para todos e cada um terá sua resposta.

O grande fato é que vimos em 2014 uma campanha com diversas afirmações e sim, só podemos cobrar quem venceu, afinal de contas, como cobrar quem não conquistou o direito de colocar sua palavra a prova?

Nessa campanha vimos Dilma afirmar por diversas vezes algumas coisas no caso de derrota para oposição:

 

  1. A economia está controlada e se a oposição vencer, tudo irá se desestabilizar;
  2. Existirá arrocho salarial;
  3. O preço da gasolina irá subir;
  4. Vão tirar o prato da mesa dos mais pobres para beneficiar os bancos;
  5. Vão tirar o bolsa família;
  6. Mexerão nos direitos trabalhistas;
  7. Privatizarão o que restou;

Bom, de passagem assim eu me lembrei dessas coisas, mas hoje, dia 07/01/2015, sim, apenas o 7º dia do segundo mandato, vamos um cenário no mínimo curioso:

  1. Desde o segundo turno das eleições a bolsa caiu (o saldo é negativo no período);
  2. O salário minimo teve aumento inferior aos bolsistas e não querem reajustar o piso para declaração de IR, isso sem contar com as demissões em massa que se espalham pelo país;
  3. O preço da gasolina subiu, em algumas cidades chega a estar R$ 3,20 o litro;
  4. Juros subiram 0,75%, com isso o pobre tem menos crédito e os bancos se deram bem;
  5. O bolsa família tá lá, ficará mais um tempo sem ser citado;
  6. Medida aprovada pela presidente vai retirar 18 bilhões dos direitos trabalhistas;
  7. Caixa terá seu capital aberto para a entrada de dinheiro privado

Claro que nem tudo que foi feito é necessariamente ruim, mas o saldo é muito negativo, principalmente pelo ponto de vista político, que fez o planalto perder credibilidade de maneira assustadora. Hoje vemos militantes pró-Dilma insatisfeitos, muitos calados sem acreditar no que está acontecendo.

Se por um lado a grande população não se sente atingida pelo escândalo do pretolão, ou pela decisão politica de segurar resultados dos institutos de pesquisa que poderiam comprometer o governo atual, o aumento de juros e as demissões acertam em cheio a grande massa. Pois é, pobre não sabe o que um PIB negativo significa, mas entende muito bem quando vai comprar um carro e ele esta mais caro, a loja está vazia e amigos perdem o emprego.

Isso é o começo, porque se a situação não for resolvida rapidamente, veremos brasileiros voltando a enxergar a fome, que passou a ser invisível, porque ela nunca deixou de existir, muito menos foi escondida, ela continua lá de baixo das grandes pontes de São Paulo, nas praças dos centros das grandes capitais,  e dormindo em portas de lojas de centros comerciais. O que aconteceu foi um otimismo exagerado, que foi capaz de encher uma nação de miopia, afinal, cada dia que passa pagamos mais caro do que em qualquer outro lugar do mundo para ter produtos porcaria.

Nossos salários ainda são insuficientes para conseguirmos ter uma vida meramente razoável, e não adianta vir falar que eu estou enganado, porque a grande maioria das das pessoas das maiores cidades do Brasil estão morando cada vez mais longe dos lugares que trabalham, cada vez mais precisam pegar mais conduções e pagar mais para conseguir se locomover.

E não me venham encher a paciência falando do preço do iPhone, porque a diferença de preços Brasil x EUA é bem menor do que outras coisas mais importantes como: energia elétrica, combustível, roupas, estacionamento, cinema, kg de carne, etc.